EnglishPortugueseSpanish

NOTÍCIA

Caprinos de leite: mercado em expansão mostra um negócio promissor

Apostar em caprinos de leite pode ser uma boa ideia de negócio

Os dados mais recentes mostram que o Brasil conta com um rebanho de mais de 10 milhões de caprinos, sendo que 90% dele está concentrado na região Nordeste.

Com grande potencial produtivo, além da carne, o leite dos caprinos tem ganhado cada vez mais mercado.

Isso tem feito que alguns pecuaristas olhem com maior critério para a criação de caprinos de leite, pois entendem que o mercado tem muito a crescer.

Para iniciar uma criação de cabras não é necessário um investimento muito alto, além disso, o manejo não requer um volume excessivo de trabalho.

Os caprinos de leite são rústicos e se adaptam bem em condições climáticas variadas, incluindo lugares áridos e secos.

O mercado tem se aberto para os produtos vindos das cabras, e por isso, quem está investindo agora tem grandes chances de ter altos lucros, em breve.

Alguns cuidados são fundamentais para garantir a saúde e bem-estar dos caprinos de leite, entre eles está a vermifugação, já que são animais com o hábito de pastar.

Quando não há pasto suficiente, as cabras se alimentam de forrageiras, como gramíneas e leguminosas, e é importante ficar sempre atento às necessidades de suplementação.

Durante o período da seca, silagem e feno são opções para a dieta, podendo ser complementada com grãos. E não se esqueça de oferecer água limpa e fresca, em abundância, pois caprinos de leite precisam estar bem hidratados para uma boa produção.

Controle leiteiro oferece informações para maior produtividade e lucro

O + Ovinos e Caprinos, da Nutrimais Nutrição Animal, é um suplemento mineral para mistura, destinado aos ovinos e caprinos de todas as idades e em todas as suas fases de criação.

Associado aos aditivos probióticos e prebióticos (mananoligossacarideos e glucomananos), levedura seca de cana-de-açúcar, aminoácidos, macro e microminerais.

Ele deve ser fornecido aos animais de forma que garanta o consumo de quatro gramas do suplemento por animal/dia, ou conforme orientação de um profissional capacitado.
Os caprinos de leite, estando bem cuidados, chegam a produzir cinco litros de leite por dia.

Para que sejam produtivos e reprodutivos, os caprinos de leite precisam estar em um local que ofereça bem-estar. O ideal é contar com baias e áreas cobertas, que protejam da chuva e do sol excessivo.

Produtores que investem em caprinos de leite alcançam um resultado médio de, aproximadamente, 30% com a venda do produto in natura.

Caprinos de Leite

Na hora de escolher os animais, prefira os puros, que apresentam maior performance produtiva. Avalie o porte e o aprumo, os ligamentos devem ser fortes e os úberes volumosos.

Quanto à raça, é preciso que ela seja adequada ao seu propósito, seja produção de carne, leite ou mista.

Entre as principais raças de caprinos de leite estão:

  • Toggenburg – tem pelagem marrom-acinzentada, com duas faixas brancas contínuas nas fêmeas, que vão das orelhas até próximo aos olhos, terminando na boca.
  • Murciana – traz como características orelhas de tamanho médios e eretas. Sua pelagem é curta e de coloração uniforme preta ou rósea e tem pele escura. As tetas apresentam tamanho médio, apontando para frente e para fora.
  • Saanen – com pelagem de pelos curtos e finos, que variam entre branca e creme, pode apresentar manchas escuras. As tetas devem ser bem afastadas e voltadas para baixo, com leve inclinação para frente.
  • Alpina – apresenta pelo fino, curto e brilhante, com coloração parda, que vai do claro-acinzentado ao vermelho-escuro, e traz uma faixa negra no dorso. As tetas são de tamanhos médios.
  • Anglo Nubiana – se destina para produção de carne e leite, tem pelos curtos e orelhas altas e longas, sua pele é solta e, geralmente, escura.

Todas essas raças de caprinos de leite são de origem europeia e o melhoramento genético tem influenciado em seu aprimoramento.

Leite dos Caprinos

Os caprinos de leite oferecem um alimento de alto valor nutricional, sendo rico em proteína, carboidrato, gordura, vitaminas e minerais.

Além disso, trazem como características marcantes ter melhor digestibilidade e menor potencial para causar alergia, quando comparado com o leite de vaca.

Isso acontece porque os glóbulos de gordura do leite de cabra são menores que os do leite de vaca.

A cor do leite de cabra é branca, devido à baixa concentração do pigmento ß-caroteno conhecido como provitamina A, que dá a cor amarelada ao leite da vaca.

Fontes: Nutrimais; Aprenda Fácil Editora; Dia de Campo; Milk Point; e Cursos CPT.