EnglishPortugueseSpanish

NOTÍCIA

Criação de camarões: pensando em investir? Saiba mais sobre o tema

Algumas pessoas ainda acreditam que os camarões precisam da água salgada, mas a verdade é que, a criação dos camarões pode ser muito produtiva e rentável em tanques de água doce.

Chamada de carcinicultura, a criação de camarões está em expansão no Brasil, pois o crustáceo é bastante apreciado na culinária local, e muitas vezes deixa de ser consumido com mais constância devido ao preço.

Mas, com a sua produção sendo ampliada e não estando concentrada apenas em regiões litorâneas, o preço tende a ficar mais atrativo, com isso o consumo aumenta e o ciclo produtivo fica mais rentável e interessante para todos.

Para iniciar a criação de camarões não é necessário um investimento muito alto, é possível começar devagar e ir escalando conforme for entendendo a melhor forma de gerir o negócio.

Outro ponto positivo é poder iniciar com poucas matrizes e fazer a produção crescer, conforme a necessidade e demanda.

Para que o investimento proporcione um bom retorno é preciso conhecimento técnico, então vale a pena contar com a orientação de profissionais da área, ou mesmo trocar informações com quem já atua na criação de camarões. 

Gosto de barro no peixe? Saiba o que causa o problema e como evitá-lo

Ao falar da estrutura física, que irá receber os crustáceos, vale pontuar que ela é muito parecida com os tanques que recebem os peixes criados em cativeiros.

Esses tanques devem ser abastecidos com água potável, através de uma bomba de água, e estar ligados a um encanamento, como uma rede de esgoto, para que os dejetos sejam eliminados.

Pensando em capacidade, o tanque deve ser projetado para receber até 12 camarões por metro quadrado.

O tanque que funcionará como viveiro na criação dos camarões deve ser construído com a compactação do fundo, sem poças e com declive de 5% a favor da drenagem. 

Quando chegar o momento de retirar os camarões, ao final do cultivo, o viveiro deverá ser totalmente drenado.

Dependendo da propriedade, o custo de um tanque pode variar de 20 a 50 mil, por hectare de espelho d’água.

A área dos tanques poder ser ao ar livre ou coberta, mas é fundamental que o espaço receba iluminação. Então, se ela não puder ser natural, é preciso pensar em como fazer a iluminação artificial.

Por outro lado, é necessário ficar atento ao excesso de exposição solar, pois alguns camarões não gostam de água iluminada e nem muito quente, sendo que a temperatura constante ideal é de 25 graus.

Criação de Camarões

A criação de camarões tem manejo relativamente simples, bastando estar atento para oferecer as condições básicas que os faça crescer, desenvolver e reproduzir. Veja algumas dicas que separamos:

  • Opte por adquirir camarões na fase de pós-larva, com aproximadamente um centímetro, que é o ideal para eles entrarem em tranque de recria.
  • Pensando em espécie adequada, o Macrobrachium rosenbergii é uma boa opção para água doce, sendo o mais cultivado no Brasil.

Conhecido popularmente como camarão da Malásia, ele tem rápido ganho de peso e exige pouco cuidado durante a reprodução.

Dentro do processo de criação de camarões, ele costuma alcançar o peso ideal em seis meses, o que seria uma média de 60 dias a menos do que outras espécies.

Alimentação dos camarões

  • A base da alimentação dos camarões pode ser animal ou vegetal, e o mais indicado é oferecer rações balanceadas, que tenham a dose certa de nutriente para seu desenvolvimento, e que podem ser adquiridas em distribuidoras especializadas.
  • A Nutrimais Nutrição Animal oferece o +Peixes e Camarões, que é um concentrado destinado aos peixes e camarões, em todas as fases de criação.  Associado aos aditivos probióticos e prebióticos (mananoligossacarideos e glucomananos), levedura seca de cana-de-açúcar, aminoácidos, macro e microminerais.
  • A criação dos camarões também é facilitada no momento da reprodução, que ocorre por ovos, de forma natural, sem a necessidade de estímulo.
  • Na sequência, é interessante separar os filhotes em outro tanque, assim eles poderão ser alimentados para uma venda posterior.

Filhotes devem ser separados dos pais para evitar que a raça desenvolva problemas genéticos. Já as matrizes que iniciam a criação de camarões devem ser trocadas a cada dois anos.

  • Depois de quatro meses de criação, é possível fazer a despesca seletiva, caso deseje, e com seis meses, a despesca total para a venda, desde que eles estejam em tamanho e peso adequados.

Fontes: Nutrimais; Novo Negócio; Aprenda Fácil Editora; Cursos CPT; e Criação de Peixes.