EnglishPortugueseSpanish

NOTÍCIA

Tecnologia no agronegócio: O uso traz vantagens produtivas e ambientais

A presença da tecnologia no agronegócio já é uma realidade há alguns anos, e isso tem sido fundamental para que o setor siga em expansão.

E mais do que fazer o segmento crescer, o uso adequado da tecnologia torna os processos dinâmicos, deixando as tarefas do cotidiano mais eficiente e menos cansativas.

Entre as vantagens do uso da tecnologia dentro do agronegócio está a de tornar a lavoura mais produtiva, sendo que em um mesmo espaço de terra é possível alcançar uma colheita maior. Ou seja, um aumento da produção sem a necessidade de investir em uma área mais ampla.

Outro fator que merece destaque está relacionado com a busca por gerar menos impacto ao meio ambiente. Muitas soluções tecnológicas estão tornando possível seguir com alta produtividade no agronegócio e, ainda assim, ser sustentável.

O uso eficiente de recursos naturais, como a água e o solo é, atualmente, um dos maiores desafios do agronegócio. Para atingir esse objetivo é preciso investir em gestão eficiente, e a tecnologia é uma ferramenta indispensável nesse processo.

Alta produção, compromisso com o meio ambiente, menor gasto de energia humana nos processos diários, abastecimento e a consequente lucratividade dos produtores são as vantagens que podem ser vistas, hoje, com o uso da tecnologia no agronegócio.

Atualmente, existem propriedades que são 100% monitoradas de forma remota, deixando a gestão mais assertiva, sem o risco de desperdícios.

Fazer um bom controle de estoque evita desperdícios e organiza a propriedade

E tudo sendo gerenciado através de computadores ou celulares, em tempo real, mostrando uma tendência que cresce a cada dia.

Os números mostram que essa vantagem tecnológica tem agregado muito ao agronegócio, tanto que, 67% das propriedades já investem em algum tipo de inovação, de acordo com a Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão.

Lembrando sempre que, o agronegócio vai muito além da porteira. Um exemplo é que uma parte significativa dessas tecnologias e aplicativos é desenvolvida no Brasil, bem longe do campo, mas para atender as necessidades do produtor.

A Associação Brasileira de Startups aponta que são mais de 300 startups que tem o seu foco em soluções para o agronegócio. Além de softwares, essas startups estão investindo em projetos diferenciados, que envolvem o agronegócio, como e-commerce, educação e segurança alimentar.

Tecnologia no Agronegócio

Depois de termos uma visão geral das vantagens proporcionadas pelo uso da tecnologia no agronegócio, vamos conhecer uma pouco mais sobre quais são as mais utilizadas atualmente.

  • Blockchain – é uma das ferramentas mais recentes quando se fala de tecnologia no agronegócio. Através dela é possível compartilhar os dados da lavoura com agências de certificação que, por sua vez, podem comprovar cada etapa da produção.

Através do blockchain faz-se o rastreamento de todas as etapas do cultivo, desde o preparo do solo, passando pelo semear, até a colheita, tendo em mãos os relatórios de produtividade de cada talhão.

  • Inteligência Artificial (IA) – é uma forma de fazer as máquinas operarem de maneira racional, com alto desempenho, como se tivessem um raciocínio próprio.

Tecnologia no agronegócio e a IA

Através da IA também é possível analisar a capacidade de produção de determinada cultura, controlando seu desenvolvimento e identificando a manifestação de pragas.

Outra atividade beneficiada pela IA é a irrigação, sendo possível calcular a quantidade de água necessária para cada talhão, usando o recurso sem risco de desperdício.

  • Agricultura de precisão – usa sensores nas plantações para fazer o monitoramento da área e otimizar o manejo.

Assim, a tomada de decisões é facilitada, evitando desperdícios de recursos naturais e dinheiro.

A precisão chega ainda pelos sensores ópticos que acompanham as propriedades do solo, enquanto os sensores eletroquímicos informam os níveis de nutrientes presentes nele. E tem, ainda, os sensores de produtividade, que são acoplados nas colheitadeiras e permitem observar as áreas da propriedade que estão produzindo mais.

  • Biotecnologia e melhoramento genético – são grandes aliados da agricultura, mostrando que a tecnologia no agronegócio não está focada apenas em máquinas e soluções.

O melhoramento genético aliado com a biotecnologia proporciona cultivares mais adaptáveis, que podem ser desenvolvidos com características próximas as necessidades do produtor. Entre as possibilidades está a de maior resistência a alguns insetos e lagartas, além de maior tolerância a herbicidas e até mesmo diante de fatores climáticos, como a seca.

A sua propriedade já se beneficia das vantagens da tecnologia no agronegócio? Se ainda não, está na hora de conhecer melhor as possibilidades e usá-las em benefício da produtividade e lucratividade.

Fontes: Canal Rural; Climate Fieldview; Consumidor Moderno; Lavoura 10; G1; e Dinheiro Rural.