EnglishPortugueseSpanish

NOTÍCIA

Cabras: pensando em investir? Conheça as principais raças

Antes de investir na criação de cabras é importante avaliar as particularidades de cada raça, para saber se ela se encaixa no perfil da sua propriedade e nos seus objetivos como produtor.

Tudo deve ser levado em consideração, desde a adaptação ao clima até a necessidade de espaço, além de o que será necessário investir em alimentação.

Cada detalhe será fundamental na hora de escolher qual a melhor raça de cabras para investir, pois só assim a criação será produtiva e rentável.

Seu foco são os animais de corte ou leite? Você tem equipe capacitada para cuidar do manejo? A sua propriedade tem estrutura física suficiente para abrigar as cabras de forma confortável e segura?

Tudo isso deve ser pensado no momento de investir em caprinocultura, além das necessidades que cada raça de cabra apresenta, considerando também que pode haver a criação de uma única raça, ou mais de uma, mas sempre tomando cuidado com a reprodução e a geração de animais mestiços.

Cabras pelo mundo

Estima-se que, em todo o mundo, exista 320 diferentes raças de cabras, que são divididas com base no chamado grupos de troncos, que são três.

E a partir dessa divisão elas foram domesticadas e houve a apuração das raças. Esses grupos de troncos aos quais pertencem as raças de cabras são:

  • Europeu – Capra Aegragrus;
  • Asiático – Capra Falconeie Prisca; e
  • Africano – Capra Nubiana.

Independente da raça de cabras que você escolha criar, é preciso considerar na nutrição adequada para os animais.

Pensando nisso, a Nutrimais oferece o +Ovinos e Caprinos, um suplemento mineral para mistura, destinado aos ovinos e caprinos de todas as idades e em todas as suas fases de criação.

Associado aos aditivos probióticos e prebióticos (mananoligossacarideos e glucomananos), levedura seca de cana-de-açúcar, aminoácidos, macro e microminerais.

O produto deve ser fornecido aos animais de forma que garanta o consumo conforme orientação de um profissional capacitado.

Raças das Cabras

Conheça as principais raças de cabras que podem ser encontradas no Brasil.

  • Moxotó – seu nome vem do local que é apontado como o de sua origem, que é o Vale do Moxotó, em Pernambuco.

Apresenta pelagem baia ou mais clara, com uma listra negra que vai do bordo superior do pescoço até a base da cauda.

Um marca registrada dessa raça de cabras é a auréola negra em torno dos olhos, além das listras negras que descem até a ponta do focinho.

Os pelos são curtos, lisos e brilhantes e as cabras tem aptidão para produzir carne e pele. Fêmeas adultas pesam entre 30 e 40 quilos.

  • Boer – raça de cabra originária da África do Sul, que se originou do cruzamento de cabras indígenas africanas com outras de origem europeia.

Os pelos são brancos e a cabeça é vermelha ou escura. Boas para a produção de carne, as cabras dessa raça tem bastante massa muscular.

  • Anglo Nubiana – originária da Inglaterra, se adapta bem ao clima tropical. Seus pelos são curtos e brilhantes e, em geral, de cor escura.

Seu corpo musculoso e com peito amplo, mostra uma boa aptidão para a produção de carne.

Mas essa raça de cabras também pode ser usada para a produção leiteira, pois as fêmeas apresentam úberes bastante desenvolvidos, isso sem falar da sua boa habilidade materna.

Conheça as principais raças de suínos e saiba em qual vale a pena investir

  • Canindé – sua origem mais aceita é o vale do rio Canindé, no Piauí, e se apresentam como animais mais rústicos e vigorosos, com pelos negros, sendo que o ventre e períneo são brancos, além de ter uma pequena faixa branca sob os olhos.

As fêmeas têm pelos mais curtos e finos e os machos apresentam pelos mais grossos e longos.

Tem aptidão para produzir carne, leite e pele com fêmeas adultas pesando entre 45 e 55 quilos; e machos com peso entre 66 e 80 quilos.

  • Alpina – com origem suíça pode ser encontrada em dois tipos distintos: a Oberhasli-brienz é mocha e a Grison tem chifres, além de ser mais rústica e menos produtiva.

Parda, essa raça de cabras tem pelos que variam do claro-acinzentado ao vermelho-escuro, sendo curtos, finos e brilhantes. Tem uma faixa negra no dorso, com membros escuros na parte inferior e cauda também escura. 

Seu úbere é arredondado, com textura fina e tetas de tamanhos médios, com excelente produção leiteira.

Ações simples do cotidiano fazem o seu rebanho engordar com saúde

  • Savanna – é uma raça de cabra que teve origem na África do Sul, e tem boa produção de carne. Sua pelagem é branca e a pele negra, o que lhe dá maior resistência à insolação.

São animais de porte grande, com macho de até 130 quilos; e fêmeas entre 60 e 70 quilos.

  • Saanen – tem origem europeia, sendo ótima para a produção de leite. Seu pelos são claros, variando entre branco e creme. A pele é rosada e pode apresentar manchas escuras.

As fêmeas dessa raça de cabras apresentam úbere grande, comprido, profundo e largo. As tetas tem textura média e são bem afastadas e voltadas para baixo, com leve inclinação para frente.

  • Murciana – originária da Europa, tem pelo preto ou de coloração roseada, sendo mais curtos nas fêmeas. O úbere das cabras de raça Murciana tem textura macia e fina, além de ser volumoso.

As tetas são de tamanho médio, apontando para frente e para fora.  Os machos pesam entre 55 e 80 quilos e as fêmeas adultas entre 40 e 60 quilos.

  • Toggenburg – é uma raça de cabras de origem suíça com pelagem acinzentada, de pelos longos, com faixa de cor clara que vai das orelhas até a proximidade dos lábios. O focinho e a inserção da cauda são de cor clara.

São animais que se adaptam facilmente aos sistemas de confinamento ou semiconfinamento.

Fontes: Nutrimais; Portal Agropecuário; Cursos CPT; Tecnologia e Treinamento; e Aprenda Fácil Editora.