EnglishPortugueseSpanish

NOTÍCIA

Frangos que recebem nutrição adequada chegam mais rápido ao abate

Independente dos frangos serem criados soltos, nos terreiros das propriedades rurais, ou confinados nas granjas, para que eles ganhem peso e cheguem saudáveis ao abate é preciso investir em uma nutrição adequada.

Cada fase da vida do frango tem suas necessidades nutricionais, sendo necessário ficar atento a cada uma delas.

Os pintinhos devem ser alimentados, pela primeira vez, uma hora após o seu nascimento, e o indicado é uma solução de glicose, onde se dissolve 50 gramas de açúcar em um litro de água, assim eles hidratam e ganham energia.

No dia seguinte ao seu nascimento, os pintinhos começam a receber a chamada ração inicial que deve levar 20% de proteína e essa dieta vai até as oito semanas de vida.

Após essa fase a nutrição dos frangos passa por novas adequações. É uma etapa de puberdade para eles, onde será apresenta a ração de crescimento, que deve conter 16% de proteínas, isso se as aves forem destinadas à postura.

Frangos que serão destinados ao abate precisam de outro tipo de nutrição, com ração de crescimento que contenha até 20% de proteína.

A partir de 10 semanas de vida, as sobras de comidas podem ser agregadas, mas não é indicado deixar de utilizar a ração, o ideal é somar as duas coisas.

Nutrição dos Frangos de Corte

Tão importante quando saber balancear os elementos que compõem a ração, a nutrição dos frangos depende também da procedência do que é oferecido.

Nunca se esqueça de que, mais do que oferecer um alimento, é preciso saber nutrir as aves, pois disso depende sua saúde, produtividade, ganho de peso e qualidade da sua carne.

Para que os frangos possam receber uma alimentação com alto teor nutricional, é importante que a dieta tenha passado por processamentos de peletização e extrusão.

Isso significa submeter os alimentos a uma alta temperatura e pressão para que aja a quebra das ligações entre os nutrientes, especialmente os amidos e proteínas, pois além de ficarem mais disponíveis, serão de digestão mais fácil.

Além disso, o frango terá mais vontade de comer se a ração for homogênea, ou seja, onde todos os ingredientes estejam muito bem misturados, assim não terá como as aves pegarem apenas o que querem, o que atrapalharia sua nutrição como um todo.

Quando se fala em nutrição dos frangos, além do alimento é preciso pensar na água, que deve ser limpa e de boa qualidade, o que irá evitar a baixa absorção dos nutrientes e diminuir o risco de diarreia.

Conheça as principais doenças que atingem as aves e saiba como evitá-las

Já o chamado frango caipira, que é o que cresce de forma livre, longe das granjas, tem a base da sua nutrição com o acesso ao terreiro, ou seja, cisca livremente em busca de alimentos.

Nesse espaço, os frangos costumam comer larvas, minhocas, pequenos insetos e verduras, que podem também ser deixadas no local pelos produtores.

Junto a isso oferecer milho é uma boa opção, pois é um grão nutritivo, que deve ser oferecido duas vezes ao dia.

Para auxiliar na nutrição dos frangos a Nutrimais Nutrição Animal conta com +Aves, um concentrado destinado às aves, de todas as idades e em todas as suas fases de criação. Associado aos aditivos probióticos e prebióticos (mananoligossacarideos e glucomananos), levedura seca de cana-de-açúcar, aminoácidos, macro e microminerais.

O indicado é a inclusão de 250 mg por ave/dia, ou conforme orientação técnica.

Muitos produtores podem achar, em um primeiro momento, que investir em tantos processos para preparar melhor a mistura pode ser trabalhoso e exigir um maior investimento financeiro, mas a verdade é que isso compensa muito.

Como as misturas, quando feitas da forma correta, são muito nutritivas, os frangos irão consumir um volume menor e se sentirão satisfeitos, isso sem falar da conversão alimentar que é muito boa.

E o resultado é que, frangos que ganham peso com saúde chegam mais rápido ao abate e isso gera lucro para os negócios.  

Fontes: Nutrimais; Tecnologia no Campo; Aprenda Fácil Editora; Cursos CPT; e Semagro